terça-feira, 27 de setembro de 2011

Grupo Pilão – 36 anos - História

Em 1979, o Grupo Pilão apresentou-se no III FUMAP – Festival Universitário da Canção, acompanhando Manoel Sobral que interpretou a música “Curriculun Vitae”, de Fernando Canto, vencedora do Festival.

FUMAP-1979

Jornal do Povo_1979

CURRICULUM VITAE

Fernando Canto

Fui alquimista supremo

Nas terras de um rei

Fui feiticeiro sensato

Cumpri a minha lei

Fui à maré vazante

Entulhos deixei

Fui combustível à vista

E me incendiei

Criava misturas confusas

De sonhos sem cor

Tirava do fogo a vida

De seu calor

Andava montado ao dorso

De meus dragões

Trazia sempre a tiracolo

Meus furações

Mas veio a meia-noite

O povo acordou

E só com açoite

Ele me lambou

Fez também fogueira pra me queimar

Me cuspir na cara, esbofetear

Já morreram tantos

Pra que outros tantos

Tivessem sendas

Pra caminhar

Sim toda estrada

E fácil para vencer

Toda hora é hora para morrer

Todo tempo é fruto de gerações

Todo filho é homem de soluções

E com os braços lentos

Dei muito tempo

pra minha andança continuar

Mas veio a meia-noite

O povo acordou

E só com açoite

Ele me lambou

Fez também fogueira

pra me queimar

Me cuspir na cara, esbofetear

Já morreram tantos

pra que outras tantos

tivessem sendas

pra caminhar

Sim toda estrada

E fácil para vencer

Toda hora é hora para morrer

Todo tempo é fruto de gerações

Todo filho é homem de soluções

E com os braços lentos

Dei muito tempo

pra minha andança continuar

Olha o amor lá no céu

Sol virá, meu senhor

Veja a corrente, compadre, vai rebentar

Postar um comentário