quarta-feira, 11 de abril de 2012

Sempre Vinicius de Moraes

Modinha
Vinicius de Moraes
Não, não pode mais meu coração
Viver assim dilacerado
Escravizado a uma ilusão
Que é só desilusão
Não, não seja a vida sempre assim
Como um luar desesperado
A derramar melancolia em mim
Poesia em mim
Vai, triste canção, sai do meu peito
E semeia emoção
Que chora dentro do meu coração
Postar um comentário