domingo, 31 de março de 2013

É Pascoa

Crônica de Sônia Canto


Hoje nós cristãos comemoramos a ressurreição de Cristo. Alguns vão à missa, rezam, almoçam em família, celebram o recomeço da vida. Estive pela manhã na casa de minha querida Luíza Jucá, para tomarmos um belíssimo café da manhã, e na casa de minha mãe Alba para abraçá-la, beijá-la e dizer-lhe o quando estou feliz por vê-la tão bem aos quase 90 anos.  Vida longa, mamãe!

Outros, como eu estão em uma mesa, estudando. No meu caso, Teoria da Narrativa Jurídica. E leio sobre aspectos da comunicação, elementos e tipos da narrativa.

De repente, o computador me avisa que alguém escreveu meu nome no Facebook. Penso: não vou ver agora, tenho que fechar este assunto. Entretanto, a curiosidade fala mais alto. Vejo no meu computador esta foto que emoldura este texto: Leonardo, meu neto... Lindo!... Olhando de soslaio, como que envergonhado por exibir tamanha beleza.

E meus olhos não só lacrimejam, vertem lágrimas de saudade, e fico por um segundo parada, olhando, ensimesmada, e me perguntando: O que torna uma pessoa tão especial, tão amada? Não sei e acho que nunca vou saber. Aliás, uma das coisas que aprendi sobre o amor é que ele prescinde de explicação.

Agora que parei de chorar, vou voltar a estudar, não sem antes, agradecer a Deus dádiva de ter meus filhos, genro, noras, netos e meu amado Fernando perto de mim, porque quando penso em cada um deles, meu coração se aquece. Oh! Abençoado Domingo de Páscoa!
Postar um comentário