quinta-feira, 29 de maio de 2014

Feliz aniversário, meu amor.

Foto: Tadeu Canto

De repente fiquei sem palavras. Embaralhadas nos escaninhos dos desejos, dos sonhos, da magia elas adquirem vida própria e se negam a fluir.
As palavras são escorregadias e volúveis, saltam, espraiam e rodopiam quando se pretende controlá-las para redigir um parágrafo de importância infinda, como o que tento agora, neste momento. Um parágrafo cheio de palavras doces, singelas, amáveis no dia do seu aniversário, meu amor.
À falta de belas palavras digo apenas: Obrigada.

Obrigada por existir na minha vida. Feliz aniversário, meu amor. 
Postar um comentário