domingo, 23 de março de 2014

EquiNO/cio - A voz dos leitores.

eu VENHO CINTILANTE e áspero calor eqüINO sobre o mundo ARAUTO que sou de um novo tempo desde a hora em que as ONDAS do Amazonas rebentaram o alúvio das encostas na primeira MANHÃ

eu VENHO CAVALGANTE no cerrado e nos estirões inebriado com o bramIDO das cachoeiras e com o ronco dos MACAréus CavALGO sim em banzeiros caudatários de uma pororoca enorme  - estro sem fim -  sacralizando vôos vindOUROs além desta procela que se instaura incompreensível no meu tempo


passará A VEZ do ÁZIMO pão posto bruto que agora é tempo de pousio da espera da nova fertilização da terra quando deveremos ARAR novas angústias e colher o juSTO fruto e descascá-lo e cortá-lo à lâMINA afiada na curva dos varadOUROs
(Canto, Fernando. EquinoCIO, Textuário do Meio do Mundo. Ed. Paka-Tatu. Belém-PA. 2004.)

___________________

Cyssah04/03/2014

Um EnCanto
VIAGEM PELO BRASIL EM 54 LIVROS
13/54


"equino CIO" de Fernando Canto foi publicado pela editora Paka-Tatu em 2004.

O livro possui 56 textos curtos escritos em prosa que tanto canta a cultura e as belezas amapaenses quanto conta casos da população da região amazônica. Alguns textos são bem engraçados, outros românticos e há ainda aqueles que te fazem pensar na forma como agimos como em "disCURSO DE aniVERsário" que fala sobre como nosso vocabulário é mal influenciado pela TV Brasileira. O mais interessante sobre os textos e que são escritos com letras de tamanhos diferente que lhe permitem ler uma palavra dentro da outra saber os temas que serão tratados com em " a palavrA MORte" que fala tanto de morte quanto de amor. O livro também possui belas ilustrações.

Rogério30/01/2014

Essa obra é recheada de crônicas, poesia e relatos que mostram faces do povo equinocial. O autor passeia pela literatura fantástica, com símbolos e devaneios, ou aplica-se a simples descrição de memórias, causos, fatos ocorridos ou ainda corriqueiros. Histórias paridas e embaladas no meio do mundo, sob o sol do equinócio. Uma identidade apresentada nas impressões do poeta.

Comentários disponíveis em 

Postar um comentário