segunda-feira, 8 de novembro de 2010

A primeira maquinista da história do Amapá

Foto Marli Uchoa Marli Moura Uchoa é pioneira no setor de transporte coletivo amapaense. Foi descoberta por um empresário da empresa Estrela de Ouro quando transportava areia e seixo em uma caçamba trucada.

Atraído pela audácia e pelo desempenho de Marli, o empresário a convidou para visitar as instalações da empresa de transporte e realizar um teste de direção. Foi aprovada e contratada.

Encarando a nova profissão como um desafio, teve a oportunidade de trabalhar também como motorista de ônibus nas empresas: Cattani e na Garra Transporte, onde encerrou esta atividade.

Marli tornou-se a primeira instrutora de motorista formada pela ABDETRAN, certificado emitido DETRAN/AP, o qual guarda com muito orgulho.

Os quatorze anos de experiência no setor de transporte coletivo despertou nesta mulher guerreira um novo desafio: o de ser motorista de carretas. Realizou os testes para ingressar na empresa Amapá Celulose – AMCEL S/A e, apesar de aprovada nos testes, não foi contratada pela empresa. Marli atribui a negativa ao preconceito existente nesta profissão quanto à contratação de mulheres.

Após alguns dias, recebeu convite da multinacional Anglo American para mais um desafio: tornar-se a primeira mulher maquinista na história do Amapá.

Para conseguir este feito, trabalha como operadora ferroviária e passa por um período de treinamento.

“Sinto-me feliz em ser pioneira nestas profissões. Hoje, é comum vermos motoristas do sexo feminino circulando pela cidade nos transportes coletivos e quando me deparo com esta cena, sinto-me também realizada como ser humano, pois entrei para a história do meu estado, rompendo tabus e derrubando preconceitos machistas, além de abrir espaço para outras mulheres neste universo de homens”, comemora Marli Uchoa.

Postar um comentário